O objetivo de qualquer empresa é sempre atingir o máximo possível de redução de custos. Neste contexto, a área de Logística ganha destaque nas organizações, pois é vista cada vez mais como uma área estratégica e de maior potencial para diminuir os gastos. A transformação do setor de logística tem se intensificado de alguns anos pra cá o que tem acirrado a disputa pelos melhores e mais qualificados profissionais da área.

A crescente importância do segmento logístico como ferramenta na redução de custos tem proporcionado também a profissionalização dos talentos que atuam nesta área. Desafiados a ter uma participação estratégica nas empresas, boa parte da mão de obra do setor tem acompanhado esta evolução e se capacitado para assumir maiores responsabilidades e gerar resultados nas organizações.

A atividade estratégica no segmento de logística exige um perfil intenso e dinâmico, pois nesta área há um alto volume de ações simultâneas. Sem a velocidade necessária o profissional acaba atuando nas demandas de curto prazo, ou seja, apenas “apagando incêndio”. É importante também a integração com as áreas de compras e outras linhas de negócios, pois muitas vezes a área logística será decisiva para a escolha de fornecedores.

Outra característica relevante para quem atua neste segmento é ser questionador. Na prática, isso significa indagar, por exemplo, por que determinado pedido ou entrega é realizado via aéreo e não marítimos, ou vice versa. Criatividade para propor alternativas e novas soluções é essencial. A fluência no idioma inglês se torna fundamental para quem deseja se destacar na área, já que as oportunidades estão no mundo inteiro, tanto na parte doméstica (rodoviária ou ferroviária) como internacional (aérea ou marítima).

Os setores de agronegócio, bens de consumo e varejo já são os que mais demandam os profissionais de logística e continuarão a ter alta procura, uma vez que a velocidade em que o produto chega e é vendido é muito alta. O dinamismo destes segmentos exige mais dos talentos e por isso automaticamente a remuneração é superior ao restante do mercado.

Salário inicial: R$ 1.300,00 (fonte: profa. Hellen Fernanda Nunes, da UEG).




*Daniela Ribeiro é gerente de recrutamento Robert Half

Escrito por Equipe Editorial ESSA

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.