Saúde

Você conhece as principais profissões de Enfermagem?

Se você se interessa por esta área, é preciso saber que esta carreira depende de alguns fatores como: Formação, local de trabalho e características pessoais e profissionais. Mas não se preocupe, vamos dividir o que sabemos com você:

Quando pensamos na profissão de enfermagem, sempre vem a nossa mente aquele (a) profissional, normalmente de branco, com o estetoscópio na mão, não é mesmo?

A enfermagem é uma área importante da saúde que está presente em todas as fases da vida do paciente, desde o suporte a um parto até os cuidados com os idosos. Esta profissão não envolve apenas anos de estudo, é preciso ter muito amor pelo que faz e facilidade para relacionamentos pois, todo o tempo de trabalho é dedicado ao cuidado com os pacientes e contato com a equipe médica. Quem atua ou deseja atuar nesta área precisa ter ciência que seu trabalho é sobretudo humano e não apenas técnico.

Se você se interessa por esta área, é preciso saber que esta carreira depende de alguns fatores como: Formação, local de trabalho e características pessoais e profissionais. Mas não se preocupe, vamos dividir o que sabemos com você:

De que forma atuam os profissionais de enfermagem?

Como já mencionamos estes profissionais estão presentes em diversos procedimentos dentro da área de saúde que vai desde o nascimento de um bebê até os cuidados com um idoso. De forma geral suas responsabilidades são:

  • Zelar pelo conforto e bem estar do paciente;
  • Promover atividades de proteção, prevenção e recuperação da saúde;
  • Garantir práticas adequadas de segurança;
  • Ajudar na promoção da saúde as famílias;
  • Cuidar de rotinas com os pacientes, administrar vacinas, nebulizações, banho de leito e medicamentos, verificar sinais vitais e  fazer mensuração antropométrica;
  • Atendimento de emergência e geral;
  • Atendimento pré-hospitalar ou domiciliar;

Onde trabalham estes profissionais?

O mercado de trabalho para os profissionais de enfermagem não estão restritos apenas aos hospitais. Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos atuam em clínicas e redes ambulatoriais, postos de saúde, unidades básicas de saúde, unidades de diagnóstico e laboratórios de análises clinicas, instituições de ressocialização (clinicas para recuperação de alcoólatras e drogadicção), abrigos, spas, casas de repouso e asilos, ambulatório de empresas, atendimento em domicilio, dentre outros.

E quais são as principais funções na área de enfermagem?

Nem todos os profissionais de enfermagem possuem a mesma formação ou ocupam o mesmo cargo dentro da equipe. Ao escolher esta área o profissional poderá desempenhar suas atividades em três diferentes categorias de acordo com sua formação:

Tecnico-auxiliar-enfermeira-free-pik

AUXILIAR DE ENFERMAGEM 

A duração do curso é de aproximadamente 15 meses. O profissional tem competências mais simples e pode atuar em setores ambulatoriais. É este profissional que integra a equipe médica, com a missão de dar assistência bem próxima ao paciente, cuidando de seu conforto e higiene. As principais atribuições deste profissional são: Relatar as intercorrências e observações dos pacientes, aferir sinais vitais, medir e registrar diureses e drenagens e executar procedimentos de admissão, alta e transferência.

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

Para ingressar no curso de técnico, é necessário possuir Ensino Médio completo. A formação dura 2 anos (Aproximadamente 15 meses para a formação Técnica em Auxiliar de Enfermagem + 9 Meses de Complementação). O Técnico de Enfermagem é o profissional que atua em conjunto com o enfermeiro na prestação de cuidados aos pacientes em situações críticas e emergenciais, em todas as unidades hospitalares. Este profissional é responsável pelo apoio a tarefas administrativas, como por exemplo, elaboração de escalas de trabalho.

ENFERMEIRO

Para tornar-se enfermeiro é necessário graduação em nível superior, com duração de cinco anos. Este profissional tem o campo de atuação mais completo da profissão, podendo assistir todos os níveis de pacientes, ele é o responsável pelo planejamento de assistência de enfermagem, treinamento, capacitação, supervisão e lideranças das equipes de atendimento formada normalmente pelos auxiliares e técnicos.

E como está o mercado de trabalho para estes profissionais?

Com o crescimento da expectativa de vida dos brasileiros de 75 para 81 anos e o crescente interesse em serviços e produtos que estejam ligados a qualidade de vida, bem estar e saúde, o número de profissionais atrelados a área da saúde cresce de forma exponencial. Segundo pesquisas, a cada cem novas vagas de emprego para profissionais de nível técnico, vinte e cinco serão ocupadas por profissionais ligados à área da saúde.

Não existe um salário mínimo para os profissionais da Área de Enfermagem no Brasil. Os valores dependem dos acordos firmados entre os sindicatos de cada Estado e os órgãos empregadores, também é importante ressaltar que há uma variação nos salários da rede pública e da rede privada.

A média salarial de acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho é:

Auxiliar em Enfermagem: R$ 1.693,46

Técnico em Enfermagem: R$ 1.782,87

Enfermeiro: R$ 3.092,89

Outros sites disponibilizam as médias salariais como o SEESP – Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo e o SINSAUDESP – Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem.

Saiba que todas as funções de enfermagem são regulamentadas e exigem o registro profissional no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) do estado de atuação. No site do COFEN – Conselho Federal de Enfermagem você pode encontrar o da sua região.

Escolheu sua formação? Atualize-se sempre!

Para atender às exigências do mercado de trabalho, os profissionais de enfermagem deverão receber uma ampla formação, composta por competências específicas e gerais que lhe permitam acompanhar as transformações da área.  Independente de qual das formações você mais se identifica, atualização constante é uma necessidade que permeia qualquer uma delas. Cursos extras, participação em eventos e seminários, formações pós-técnico como Urgência e Emergência ou Enfermagem do Trabalho, por exemplo, precisam estar sempre na agenda do profissional, claro de acordo com suas disponibilidades financeiras. Tais formações extras possibilitarão mais oportunidades de carreira e consequentemente, maiores salários.

E então, esperamos que este post possa te ajudar na escolha da sua formação dentro da área de enfermagem ou no planejamento dos próximos passos, caso já atue no mercado.

Todos morreremos, nosso trabalho consiste em aumentar a saúde. Sabe o que isso significa? Significa melhorar a qualidade de vida, não somente retrasar a morte. Patch Adams

Acreditamos que você também pode se interessar pelo material –  Guia de Profissões Técnicas: Enfermagem

Deixe uma resposta