A escolha de uma profissão é sempre um momento delicado, ainda mais para estudantes jovens do ensino médio. O leque de opções é bem extenso e em alguns casos as possibilidades podem confundir de tão semelhantes que são, gerando dúvidas obviamente.

Este é o caso das profissões –  decoração e design de interiores – pelo fato dos profissionais atuarem em áreas bem parecidas, o desconhecimento da diferença é bem comum.

Mas afinal, quais são estas diferenças? O que é preciso para exercer estas profissões?  Se você também tem estes questionamentos, está no lugar certo! Neste post iremos explicar as principais diferenças existentes. Acompanhe e escolha a profissão certa!

Decorador (a):

O principal ponto desta profissão (e a diferença mais gritante) é que o decorador não precisa ser formado em nenhum curso. Para atuar na área de decoração, o profissional pode ser autodidata (pessoa extremamente curiosa que aprende com recursos e pesquisas próprias, sem frequentar uma instituição de ensino) ou adquirir conhecimento e formar-se em cursos de curta duração.

A profissão de decorador não exige que o profissional tenha uma formação ou registros para atuar, porém sua atuação é um pouco mais limitada.

Por conta da falta de uma formação específica e especialização teórica e prática, suas atribuições são mais restritas e engloba basicamente trabalhos em residência como: escolha de elementos decorativos – cortinas, tapetes, vasos, paleta de cores, modelo de móveis, estilo de decoração (escandinavo, boho, retrô, contemporâneo, etc). Não cabe ao profissional de decoração fazer mudanças estruturais no ambiente, detalhar mobiliário ou desenvolver projetos de ambientação.

O momento mais indicado para a atuação do decorador é quando a reforma ou construção do imóvel já foi finalizada ou para aquela repaginada.

 Flat lay of minimal workspace desk with notebook, eyeglasses and

Designer de Interiores:

O profissional de design de interiores cuida de espaços internos residenciais ou corporativos. Antigamente este profissional era chamado de “decorador” (por isso tanta confusão) mas suas atividades foram modernizadas e ampliadas.

O designer de interiores possui uma formação técnica. Para atuar é necessário que ele possua um certificado do Curso Técnico em Design de Interiores ou uma graduação tecnológica. Seu papel é propor um espaço coerente, seguindo as normas técnicas de acústica, ergonomia, luminotécnica, etc. Este profissional possui os conhecimentos necessários para detalhar mobiliário ou desenvolver projetos de ambientação.

O campo de atuação do Designer de Interiores é bastante amplo e, ele pode atuar em construtoras, imobiliárias, lojas de móveis, decoração e iluminação, empresa de design de móveis e objetos, programas de televisão, entre outras. Porém, apesar de possuir uma formação técnica, seu trabalho é restrito a ambientes internos sem interferências na obra física (alteração de paredes e alterações na infraestrutura), função esta exclusiva dos profissionais de arquitetura ou engenharia (os trabalhos destes profissionais são acompanhados pelo Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), em qual, constam todos os dados do projeto e/ou obra).

Normalmente, a atuação do designer ocorre após a conclusão da obra, complementando o trabalho do engenheiro ou arquiteto.

Anúncios na internet, portfólios, cartões de visitas e especialmente conteúdo em redes sociais e blogs confundem os serviços do design de interiores e do decorador. Mas agora, você sabe as principais diferenças entre estas profissões e conseguirá decidir sem dificuldades qual é a melhor escolha para o seu momento pessoal e profissional.

E a pronúncia, vai bem?

Você sabe quando deve usar a palavra Design e quando deve usar a palavra Designer?

A palavra Design é utilizada para indicar a profissão – área de atuação como: design de interiores, design gráfico, etc. Já a palavra designer deve ser usada para indicar a pessoa que executa o projeto.

Quando uso design?

Eu faço design de interiores?

Você estuda design de interiores?

Ele faz web design?

Quando uso designer?

Eu sou designer de interiores?

Você é designer de interiores?

Ele é Web designer

 

EBOOK-GUIA-DE-PROFISSOES-DESIGN-DE-INTERIORES-ESSA-2018

Escrito por Equipe Editorial ESSA