Algumas das preocupações de vários estudantes e até profissionais da área da enfermagem se deve muito pelo uso da matemática no cotidiano profissional. Como sabemos esse pode ser um tema delicado para alguns que temem o uso dessa ferramenta, aqui vamos tentar esclarecer e facilitar o entendimento do uso dessa mecânica essencial que abrange algumas disciplinas e artifícios do dia-a-dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem.

A matemática surgiu a partir de um propósito milenar, realizar operações como contar e medir recursos. Apesar de assumir tarefas mais complexas nos dias atuais os princípios se mantem, solucionar tarefas e facilitar o gerenciamento através de números, já é uma prática muito comum aplicada no cotidiano do profissional em enfermagem, muitas vezes essas atividades são desempenhadas sem perceber pelo profissional, mas elas estão presentes. Uma simples angulação durante a aplicação de um medicamento pode ser um exemplo, cada tipo necessita de um ângulo especifico intramuscular requer 90º, intradérmica 15º, intravenosa 15º, podendo variar de acordo com profundidade do vaso.

Sim, a matemática está bem presente no cotidiano tanto do Auxiliar como do técnico em Enfermagem. Ela é vista com maior frequência na teoria em disciplinas como Cálculos de Medicamentos e Administração aplicada à Enfermagem e na prática possuem uma função de destaque imprescindível: Administrar e calcular a dosagem de medicamentos.
O medicamento que o paciente recebe em leitos ou através das diversas aplicações é muitas vezes um dos deveres designados aos técnicos, que administram a dosagem e aplicam a partir do que fora instruído pelo enfermeiro ou médico responsável. Portanto é fundamental que o profissional tenha total domínio para interpretar a dosagem receitada e aplica-la devidamente. Um medicamento aplicado erroneamente pode causar piora no quadro ou até mesmo levar ao óbito.

Outra função também exercida pelos profissionais que é amplamente demonstrada aos alunos da ESSA, é a administração de pedidos e recursos dos hospitais, cabe ao médico na ausência ou solicitação de um superior dimensionar os pedidos solicitados pelos hospitais e clinicas, o profissional preparado deve saber gerir o estoque de medicamentos e instrumentos. Esta tarefa pode parecer simples, porém é vital para o funcionamento de toda a estrutura.

Após conhecer todas essas funções e tarefas que envolvem o uso da matemática, mostramos as utilidades dessa ferramenta tão importante e afastar os tabus enfrentados pelos estudantes. Caso você ainda tenha receios, não se preocupe, a ESSA oferece todo suporte para você fortalecer seus conhecimentos, além das atividades presentes no currículo escolar durante o curso você ainda pode procurar pelo nosso curso de Capacitação “Cálculos de Medicamentos” caso queira se aprofundar ainda mais nesse tema.

Escrito por Equipe Editorial ESSA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.