Os profissionais de TI se dividem em diversas áreas, uma delas, e uma das mais importantes é a área de manutenção, mais conhecida como hardware.
Seja em pequenas ou grandes empresas, independente do setor, estes profissionais são essenciais. E, como todo bom profissional, apenas a experiência e técnica não bastam, ele também precisa de boas ferramentas para ajudá-lo na execução do seu trabalho.

As ferramentas certas permitem ao profissional realizar o seu trabalho de forma eficiente, segura e ágil. Alicates, chaves variadas, multímetros e reparadores de cabos preenchem as maletas desses profissionais. Algumas dessas ferramentas são populares e você pode encontrá-las com facilidade! 

Veja algumas delas:

Alicates vêm em diferentes tamanhos e pontas. São grandes parceiros em manutenções, pois, em algumas situações, o mal uso de outras ferramentas, como chaves de fenda, podem danificar as peças. Alicates podem prender parafusos mais precisamente, cortar fios e pressionar objetos.
Busque os alicates com pontas finas e nunca se esqueça que você estará lidando com peças delicadas, tome cuidado no uso de força e pressão contra elas.

As chaves de fenda e as populares chaves “Philips” são ferramentas muito comuns em manutenções, máquinas como computadores possuem muitos parafusos, e graças a elas essas peças são facilmente abertas. Existem inúmeros tipos de chaves, as de uso doméstico são as chaves de fenda, e como o nome indica, elas são as chaves para parafusos comuns, que são colocados ou removidos a partir de uma fenda. As chaves “Philips”, são aquelas com as pontas em formato de cruz ou estrela, próprias para trabalhar com parafusos com estas características. A grande parte dos eletroeletrônicos possuem este tipo de parafusos.
Existem chaves de tamanhos variados, assim como os parafusos. Uma dica para facilitar o trabalho é procurar adquirir chaves com as pontas imantadas, elas seguram os parafusos e evitam que eles se percam no procedimento. Dentro da grande variedade de chaves existentes, as chaves isoladas também são parte da maleta dos bons profissionais de hardware. As chaves isoladas são ideais para trabalhar com correntes elétricas, algumas delas são certificadas para trabalhar com até 1000 volts.

Câmeras térmicas são equipamentos que captam a luz infravermelha, que comumente não pode ser vista a olho nu, e a converte para faixas visíveis aos olhos humanos, e assim, permitindo ver e mensurar o calor gerado pelos equipamentos. Apesar das várias utilidades deste objeto, os técnicos podem utilizá-la para perceber possíveis defeitos em painéis e componentes superaquecidos.
Apesar do seu valor não ser dos mais acessíveis, é uma ótima ferramenta para se ter na maleta.

Detectores de voltagens são necessários para a segurança tanto do técnico, quanto para do cliente que utilizará aquele equipamento. Descargas elétricas são um risco latente e é sempre necessário ter ferramentas para certificar que a energia elétrica foi desligada antes da manutenção. Esta ferramenta é de extrema importância para checar a voltagem dos soquetes, cabos e outros condutores de energia que estarão sendo manuseados. 

As fitas elétricas líquidas são substitutas das populares fitas isolantes. Mas, a fita elétrica além de mais fácil de ser aplicada, seu efeito estético é melhor e assegura maior segurança. Ela pode ser utilizada em componentes elétricos, com um pincel ou imergindo a peça, se moldando facilmente. Ela garante não apenas o isolamento elétrico, assim como a impermeabilização dos mesmos.

Os multímetros são equipamentos utilizados na medição de grandezas elétricas, sendo ele a fusão de vários instrumentos de medição, como o amperímetro, o ohmímetro e o voltímetro nas suas versões mais básicas. Já nas mais completas, eles também incorporam funções de capacímetro, termômetro e frequencímetro, e etc. A sua função principal é medir a corrente contínua, a resistência elétrica, e as tensões alternadas e contínuas. Outra função comum em multímetros digitais é o teste de continuidade com alertas sonoros.

Alguns aparelhos são delicados e exigem reparos mais precisos e delicados. E neste processo, entram as pinças e os coletores. Estas ferramentas são muito utilizadas em serviços que requerem mais precisão ou alcance em lugares pequenos e estreitos. Existem kits exclusivos para manutenção com peças para todos os tipos de reparos, inclusive, esses mais delicados.

Pulseiras antiestáticas são ferramentas usadas para que a carga elétrica que geralmente se acumula no organismo, seja descarregada. O uso dessas pulseiras é recomendado quando o técnico manuseia componentes como placas, processadores e pentes de memória RAM, a carga elétrica presente no organismo humano pode descarregar em algum componente delicado, podendo danificar.

O sugru é uma ferramenta moderna e bastante versátil, indo de reparo de cabos ressacados até componentes mais sensíveis. O sugru é uma espécie de massa de modelar que pode reparar praticamente tudo, com o manuseio, ela vira uma massa flexível e resistente. 
Sua indicação é para reparos de cabos, plásticos e borrachas, também tem resistência ao calor e pode impermeabilizar.

As opções de ferramentas para você equipar a sua maleta são variadas, você pode optar por adquirir as peças separadamente, de acordo com a sua necessidade na situação, ou também por kits que possuem as peças básicas para qualquer manutenção, mas, de qualquer forma, todas elas contribuem com a excelência do trabalho do Profissional de TI.

Quer saber mais? Clique aqui e conheça mais sobre o nosso curso Técnico em Informática.

Escrito por Equipe Editorial ESSA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.