Se você já passou em alguma clínica e se viu admirado e encantado pelos profissionais que vestem o jaleco, talvez tenha parado para refletir: O que será preciso para fazer parte disso?

Não se engane, se encantar com a área da saúde não é muito comum! Talvez, o pouco que conseguimos vivenciar  em nossas consultas, já evidenciam que por detrás dessas habilidosas e empenhadas mãos, há muito trabalho duro, noites  não dormidas e, especialmente, um  trabalho humanizado. Por isso, hoje queremos analisar com você, as principais  características de quem veste o branco e atua diretamente com o nosso bem-estar!

Propósito!

Antes de mais nada, vale ressaltar um consenso comum da vida destes profissionais, e esse talvez até você já saiba: Não é “Moleza”. Datas comemorativas e finais de semana muitas vezes fazem parte da rotina de quem segue a paixão pelo cuidado ao próximo. Consequentemente, talvez as primeiras características necessárias sejam:  a consciência do Propósito e a  Persistência. Se você tem claro seu propósito, conseguirá facilmente enfrentar as exigências da área, em prol da restituição da saúde do outro…e vamos combinar, não há recompensa maior do que ver alguém curado por nossas mão, não é?

Gostar e cuidar de pessoas!

Ter contato, diariamente, com diversos tipos de pessoas com os mais variados problemas, é o principal ofício de um atuante da saúde. Apesar de existirem alguns segmentos, principalmente de diagnóstico, que há pouco contato com outras pessoas, grande parte das carreiras exigem empatia e um excelente relacionamento interpessoal. Se colocar no lugar do paciente com dores ou receio de medicação, vai na maioria dos casos melhorar a execução de qualquer procedimento, sem contar a confiança e a satisfação de pacientes bem tratados! Em resumo: Empatia e humanização podem ser grandes diferenciais, e se você se interessa pelo bem-estar de outras pessoas, tem grandes chances de esse ser o seu caminho!

Boa comunicação!

Se ter contato com pessoas é parte do cotidiano, se comunicar com clareza com elas é o primeiro instrumento de trabalho a ser dominado. Sem dúvidas, se você tem uma boa oratória, você tem uma vantagem enorme no relacionamento entre os seus colegas e pacientes, sendo um destaque ao seu favor. Isso pode impactar diversas atribuições, como por exemplo, minimizar o estresse de parentes, explicar com clareza e exatidão o procedimento para um paciente, ou mesmo transparecer mais confiança e tranquilidade no ambiente de trabalho.

Estabilidade Emocional e visão estratégica!

Agora que você sabe que o trabalho da saúde não é moleza, temos que ressaltar como uma base emocional é crucial para o seu convívio no ambiente de trabalho. Situações estressantes podem vir a acontecer. Nesta hora, conte e cultive a resiliência física e mental, estas serão  chaves para o seu alto rendimento.

Encarar a situação por ângulos não convencionais é também outra característica buscada na seleção desses funcionários. E não para menos, sair do convencional e auxiliar em um diagnóstico ou tratamento pode mudar o quadro de um paciente, sendo fundamental no exercer da atividade.

Esperamos ter mostrado um pouco da rotina e o perfil de quem escolheu salvar e cuidar de vidas. Sabemos que há muito mais atividades e características que envolvem estas profissões, mas, assim como a sua importância, seria impossível expressar em linhas tudo o que engloba e representa estes ofícios. Se você quiser saber mais, você pode checar um pouco sobre a profissão de Técnico em Enfermagem, Técnico em Radiologia,Técnico em Estética e Técnico em Farmácia, em nossa página de cursos no site da ESSA.

Até breve!

Escrito por Equipe Editorial ESSA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.